Início > Artigos

Artigos

  • Um país congelado

    O Globo, em 20/09/2018

    O país ficou congelado no tempo, como os personagens da novela, e, a exemplo deles, os políticos mantêm-se com os mesmos hábitos.

  • Na urna em que comeu

    O Globo, em 19/09/2018

    A notícia que chega em meio a essa estranha campanha eleitoral preocupa. Ela informa que o Brasil está entre as seis nações onde houve recuo na democracia entre 2015 e 2017.

  • Os fantasmas da eleição

    O Globo, em 18/09/2018

    Esta é uma eleição fantasmagórica, e não apenas porque o principal líder de esquerda está na cadeia, impedido de disputar a eleição por ter sido condenado por corrupção, e Bolsonaro, que se tornou o líder de uma direita que parecia não existir no Brasil, estar no hospital, após ter sido esfaqueado.

  • Salvadores e justiceiros, não

    O Globo, em 17/09/2018

    A construção de uma nação é uma tarefa de séculos, sua ruína pode ser precipitada por uma irreparável sucessão de desastres. Um país destroçado, tanta violência no ar, o medo ditando gestos, o ódio na ponta da língua, afiado como a loucura na ponta da faca. 

  • Manual da pequena política

    O Globo, em 16/09/2018

    Comparar as campanhas eleitorais na Antiga Roma com a atuação política atual serve de escusa para os que fazem a “pequena política”, que alegam que esse toma lá dá cá existe desde sempre, mas também de ensinamento histórico para que prevaleça a “grande política” que predominava, principalmente, em Roma no século I d.C.

  • Haddad e Ciro se distanciam

    O Globo, em 15/09/2018

    Com o crescimento da candidatura de Fernando Haddad do PT, e a manutenção de Ciro Gomes nos mesmos patamares, parece ter encurtado o campo para os demais candidatos que disputam o segundo turno.

  • Deus é humor

    Diário do Nordeste, em 15/09/2018

    Três mulheres e seus filhos - Três mulheres conversam sobre as qualidades de seus filhos. Diz a primeira:

    - Fico contente que ele tenha decidido seguir o sacerdócio: toda vez que entra em uma sala, as pessoas o olham com respeito e dizem: "Meu padre!".

  • A busca de voto

    O Globo, em 14/09/2018

    Com o voto útil ficando mais decisivo na reta final da eleição, um estudo interessante do banco Itau sobre os eleitores que estão indecisos ou dispostos a votar nulo ou em branco pode dar uma contribuição para o entendimento do que poderá ser o quadro futuro.

  • O voto de qualidade

    O Globo, em 13/09/2018

    Com a tendência de Bolsonaro garantir um lugar no segundo turno, e possivelmente em primeiro lugar, a campanha eleitoral em seus derradeiros vinte e poucos dias vai tomar um caminho semelhante à de 2014, quando o voto útil levou o candidato tucano Aécio Neves ao segundo turno quando perdia para Marina até dois dias antes.

  • Hélio Jaguaribe

    Portal da ABL, em 13/09/2018

    Estamos aqui reunidos, nesta cerimônia de adeus, pela soma das virtudes que formaram seu espírito intrépido e generoso. 

  • Tendências

    O Globo, em 12/09/2018

    Embora não seja correto tecnicamente comparar as pesquisas do Datafolha e do Ibope, que usam métodos diferentes, e são publicadas em épocas distintas, é possível fazer-se uma análise das tendências apontadas por elas.

  • Uma outra campanha

    O Globo, em 12/09/2018

    É possível que a imprensa tenha se comovido mais com o atentado contra Jair Bolsonaro do que os eleitores. O primeiro resultado da pesquisa Datafolha após o ataque não confirmou, pelo menos até agora, as expectativas de que a facada iria favorecer, de maneira decisiva, a campanha do candidato do PSL. 

  • O prazo fatal

    O Globo, em 11/09/2018

    A relutância de Lula em anunciar seu substituto na urna eletrônica revela uma obstinação que chega às raias do absurdo, prejudicando seu partido em benefício próprio. O ex-presidente joga suas fichas todas na possibilidade de o ministro Celso de Mello dilatar o prazo para a mudança de chapa, determinado pelo Tribunal Superior Eleitoral para encerrar-se hoje.

  • Os vices na berlinda

    O Globo, em 09/09/2018

    A eleição presidencial deste ano, que já se diferenciava das anteriores pelo clima de radicalização política, tem uma característica especial: os dois primeiros colocados nas pesquisas estão fora da disputa, um definitivamente, outro temporariamente, dando protagonismo a seus vices.