Início > Artigos

Artigos

  • Marina na disputa

    O Globo, em 17/04/2018

    A ex-senadora Marina Silva surge como a grande beneficiária da saída do ex-presidente Lula da campanha presidencial na mais recente pesquisa do Datafolha. Está empatada tecnicamente na liderança com o deputado federal Jair Bolsonaro e à frente de políticos tradicionais com fortes estruturas partidárias, como Geraldo Alckmin do PSDB e Ciro Gomes do PDT.

  • Identidade Brasil

    O Globo, em 16/04/2018

    Numa visita ao gerente do Canal Futura, João Alegria, soubemos de alguns números de programas de relevo, como o “Identidade Brasil”. Na segunda-feira, às 17h30m, no Canal 87, quando ele é apresentado pela primeira vez, há uma audiência de 21 milhões de pessoas, o que dá bem a dimensão do alcance do programa, nessa verdadeira escola sem paredes.

  • Seguir em frente

    O Globo, em 14/04/2018

    Estamos vivendo dias tensos e dramáticos. Todos nós. Os que sempre acreditaram no ex-presidente Lula e continuam acreditando. Os que nunca acreditaram. E os que já acreditaram e votaram nele, mas depois foram aos poucos desconfiando, ressabiados, até que finalmente mudaram de ideia — fosse a partir das revelações do mensalão ou mais tarde, em dolorosa queda na realidade após muito tempo de obstinada negação e teimosa esperança.

  • Palmas para a boa notícia

    O Globo, em 14/04/2018

    São tão raras as boas notícias hoje que vale a pena comemorar os quatro anos de uma vitoriosa experiência pedagógica, cujo conceito inovador consiste em adotar “a educação com e através de uma causa”, de preferência associando o aprendizado formal ao exercício da cidadania.

  • Uma disputa infindável

    O Globo, em 14/04/2018

    A disputa que está em processo dentro do Supremo Tribunal Federal terá mais um capítulo na próxima semana quando o plenário analisará o habeas corpus ao deputado Paulo Maluf. Esse caso tem importância crucial no desenrolar dos acontecimentos em curso porque discute dois pontos que podem interferir em outras ações.

  • Luz no embate

    O Globo, em 13/04/2018

    O decano do Supremo Tribunal Federal, ministro Celso de Mello, deu uma espécie de freio de arrumação nas discussões sobre o instituto do habeas corpus, mostrando que nem tudo é preto ou branco.

  • Um Choque de visões

    O Globo, em 12/04/2018

    Mais uma vez o Supremo Tribunal Federal explicitou uma disputa interna entre dois grupos com visões distintas do que seja a aplicação do Direito.

  • Mais pesar que júbilo

    O Globo, em 11/04/2018

    É provável que eu repita muito do que escrevi por ocasião da condenação de Lula em janeiro. O sentimento de pesar é o mesmo. Para quem acompanhou sua trajetória desde o começo, é difícil comemorar sua prisão. Acho que o lamento é parecido com o de Frei Betto e Ricardo Kotscho, grandes amigos do ex-presidente, mas que não misturam coração e mente, o homem e o político.

  • Sem razão para mudanças

    O Globo, em 11/04/2018

    Tendo o ministro Marco Aurélio Mello aceitado o pedido de adiamento feito pelos novos advogados do Partido Ecológico Nacional (PEN), a questão da prisão em segunda instância provavelmente voltará à estaca zero.

  • O perigo do retrocesso

    O Globo, em 10/04/2018

    O temor do ministro Marco Aurélio Mello de que uma convulsão social ocorresse devido à prisão do ex-presidente Lula, o que não aconteceu, se transfere agora para uma medida que o próprio ministro pretende patrocinar, levando o Supremo Tribunal Federal (STF) a julgar amanhã a mudança da jurisprudência que permite a prisão em segunda instância.

  • Esperteza radical

    O Globo, em 08/04/2018

    A esperteza, quando é muita, cresce e come o dono. Essa pode ser a definição do que aconteceu ontem em São Bernardo do Campo. O ex-presidente Lula quebrou todos os acordos feitos com a Polícia Federal desde as 17 horas de sexta-feira para se entregar, e montou uma encenação que só piorou sua situação, política e jurídica.

  • Cenas de um dia na Corte

    O Globo, em 07/04/2018

    Foram quase 11 horas com apenas alguns intervalos, bem mais do que a peça de Ariane Mnouchkine “Rei do Camboja”, de oito horas, a que assisti em 1985 em Paris e que era o meu recorde de espectador. Só que o espetáculo do STF teve mais suspense, pois não se sabia o que iria acontecer com o protagonista.