Início > Noticias > Professor Gilberto Araújo abre na ABL o ciclo de conferências ‘Literatura e loucura’, sob coordenação do Acadêmico Antônio Torres

Professor Gilberto Araújo abre na ABL o ciclo de conferências ‘Literatura e loucura’, sob coordenação do Acadêmico Antônio Torres

A Academia Brasileira de Letras abre seu ciclo de conferências do mês de maio de 2018, intitulado Literatura e loucura, sob coordenação do Acadêmico e romancista Antônio Torres, com palestra do professor Gilberto Araújo. O tema escolhido foi O romance de Maura Lopes Cançado. O evento aconteceu na quinta-feira, dia 3 de maio, no Teatro R. Magalhães Jr., Avenida Presidente Wilson 203, Castelo, Rio de Janeiro. A partir de maio, as palestras serão sempre às quintas-feiras.

Foram fornecidos certificados de frequência.

A Acadêmica e escritora Ana Maria Machado, Primeira-Secretária da ABL, é a Coordenadora-Geral dos ciclos de conferências de 2018.

“A loucura fascina a literatura pelo mistério que a envolve”, adiantou Antônio Torres sobre o ciclo, “sua carga simbólica, recheada de metáforas, delírios e demais manifestações que rompem com os dogmas estabelecidos. O Ciclo de Conferências deste mês de maio discorrerá sobre alguns casos exemplares desse encontro mágico, a começar pela relação entre literatura e loucura em Maura Lopes Cançado, a autora de Hospício é Deus. “O que me assombra na loucura é a distância – os loucos parecem eternos. Nem as pirâmides do Egito, as múmias milenares, o mausoléu mais gigantesco e antigo possuem a marca de eternidade que ostenta a loucura”, escreveu Maura, em seu célebre diário, do qual falará o doutor em Letras Gilberto Araújo, professor da UFRJ, que já passou pelas universidades de Lisboa, Coimbra, Porto, Paris, Londres e Viena.

Antônio Torres falou também das outras três conferências: “O segundo caso será o de Antonin Artaud – no dia 10, no mesmo local e horário –, tema da tese de doutorado da conferencista, Ana Kiffer, professora da PUC-Rio com estágio na Universidade de Paris 7 e passagem pela Universidade de Salamanca, na Espanha. Na terceira palestra, no dia 17, Roberto Corrêa dos Santos, professor do Instituto de Artes da UERJ, apresentará observações pontuais de Clarice Lispector, Virgínia Woolf e Jacques Rivière sobre a loucura. Fechando o ciclo, no dia 24, o escritor Eric Nepomuceno desvendará um caso clássico: o do uruguaio Horácio Quiroga, o dos contos de amor, de loucura e de morte”.

O CONFERENCISTA

 

Gilberto Araújo é professor adjunto de Literatura Brasileira e professor do Programa de Pós-Graduação em Letras Vernáculas da UFRJ e bolsista pesquisador da Fundação Biblioteca Nacional (FBN). Doutor e mestre em Letras Vernáculas pela mesma instituição, sob orientação do Acadêmico Antonio Carlos Secchin.

Integra o projeto “Portugueses de Papel”, associado à Universidade Nova de Lisboa, à Université Sorbonne Nouvelle – Paris 3 e à University of Colorado (Boulder, EUA).

Publicou os ensaios Literatura brasileira: pontos de fuga, 2014, Júlio Ribeiro, 2011, dentre outros títulos.

Organizou:

Melhores crônicas de Humberto de Campos

reedição das Canções sem metro, de Raul Pompeia

a última edição de O Ateneu lançada em Portugal

a reedição de Ninho de cobras, de Lêdo Ivo

Bibliófilo e pesquisador desenvolve e orienta pesquisas sobre o poema em prosa no Brasil e as relações entre literatura brasileira, gastronomia e artes plásticas, com ênfase na produção verbo visual de Raul Pompeia. 

25/04/2018

Notícias relacionadas

Vídeos relacionados