Acervo BRG

A Biblioteca Rodolfo Garcia destina-se à comunidade em geral e em especial aos pesquisadores e graduados em filosofia, filologia, lingüística, literatura, história e ciências humanas.

Especializada em filosofia, filologia, lingüística, literatura, história e ciências humanas, a Biblioteca Rodolfo Garcia é formada por um acervo de aproximadamente 70.000 volumes.

São obras de referência, periódicos, monografias, materiais especiais e coleções particulares, como as de Agliberto Xavier, Alzira Vargas do Amaral Peixoto, Arthur Vautier, Ary de Andrade, Carlos Magalhães de Azeredo, Celso Vieira, Fernando Nery, Franklin de Oliveira, Marcos Carneiro de Mendonça e Silvio Neves, que pertenciam ao acervo da Biblioteca Acadêmica, além de outras com a de Antonio Caetano Dias, Deolindo Couto (Camiliana), Frédéric Mauro, Josué Montello e Paulo Henrique Bahiana. A BRG possui obras raras dos séculos XIX e XX, incluindo periódicos, coleções especiais como a Camiliana, edições facsimilares, obras com ex-libris, assinaturas e dedicatórias de personalidades da história política e literária, e marcas de tipógrafos, além de exemplares de bibliófilos, exemplares com anotações, edições especiais e ou com tiragens reduzidas.

Do século XIX destacam-se a coleção Brasiliana com as primeiras narrativas de viagens, expedições científicas, explorações, etc e algumas obras da Impressão Régia.

A pesquisa de raridade baseou-se em citações de repertórios como Sacramento Blake, Inocêncio, Borba de Morais, Garraux, catálogos de obras raras e alguns sites.

Toda aquisição de material bibliográfico para a Biblioteca Rodolfo Garcia é submetida à aprovação da Comissão de Seleção constituída pelos acadêmicos Eduardo Portella, Tarcísio Padilha, Murilo Melo Filho, Alberto da Costa e Silva e Evanildo Bechara.