Portuguese English French German Italian Russian Spanish
Início > Noticias > Acadêmico Alfredo Bosi fala sobre "A crítica e a crise do objeto" no ciclo "A crítica sob suspeição?"

Acadêmico Alfredo Bosi fala sobre "A crítica e a crise do objeto" no ciclo "A crítica sob suspeição?"

 

A Academia Brasileira de Letras deu prosseguimento ao seu ciclo de conferências denominado “A crítica sob suspeição?”, coordenado pelo Acadêmico Ivan Junqueira, com palestra do Acadêmico Alfredo Bosi sobre  “A crítica literária e a crise do objeto”. O evento aconteceu no dia 06 de novembro, terça-feira,  às 17h30min, no Teatro R. Magalhães Jr., 280 lugares, na sede da Academia, na Avenida Presidente Wilson 203, Castelo, Rio de Janeiro.

A primeira conferência desse ciclo , intitulada “A teoria literária em questão”, foi  proferida pelo Acadêmico e ensaísta Eduardo Portella no dia 30 passado.

Os Ciclos de Conferências da ABL, com entrada franca e transmissão ao vivo pelo Portal, têm patrocínio da Petrobras.

Saiba mais

Sétimo ocupante da Cadeira nº 12, eleito em 20 de março de 2003, na sucessão de Dom Lucas Moreira Neves e recebido em 30 de setembro de 2003 pelo Acadêmico Eduardo Portella,  Alfredo Bosi nasceu em São Paulo (SP), em 26 de agosto de 1936. Descendente de italianos, logo depois de se formar em Letras pela Universidade de São Paulo (USP), em 1960, recebeu uma bolsa de estudos na Itália e ficou um ano letivo em Florença. De volta ao Brasil, assumiu os cursos de língua e literatura italiana na USP. Embora professor de literatura italiana, Alfredo Bosi sempre teve grande interesse pela literatura brasileira, o que o levou a escrever os livros Pré-Modernismo (1966) e História Concisa da Literatura Brasileira (1970).

Em 1970, decidiu-se pelo ensino de literatura brasileira no Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, da qual é professor titular de Literatura Brasileira. Ocupou a Cátedra Brasileira de Ciências Sociais Sérgio Buarque de Holanda da Maison des Sciences de l’Homme (Paris).

Foi vice-diretor do Instituto de Estudos Avançados da USP de 1987 a 1997. Nesse último ano, em dezembro, passou a ocupar o cargo de diretor. Entre outras atividades no IEA, coordenou o Programa Educação para a Cidadania (1991-96), integrou a comissão coordenadora da Cátedra Simón Bolívar (convênio entre a USP e a Fundação Memorial da América Latina) e coordenou a Comissão de Defesa da Universidade Pública (1998).

Veja também

Perfil da ABL no Twitter
Comente o evento no Orkut
Curta no Facebook

6/11/2012

05/11/2012 - Atualizada em 04/11/2012