Início > Artigos

Artigos

  • Uma disputa perigosa

    O Globo, em 01/08/2017

    A disputa entre a Polícia Federal e o Ministério Público é o que de pior poderia acontecer na perspectiva de quem espera que as investigações sobre corrupção no Brasil levem a uma mudança no cenário político nacional. Mas é tudo o que esperam os que desejam “estancar a sangria”, um desentendimento sobre procedimentos e interpretações que permita desacreditar as delações premiadas e, em decorrência, impossibilite utilizá-las como base para investigações mais aprofundadas.

  • O caminho da virtude

    Folha Dirigida (RJ), em 01/08/2017

    A missão de salvaguarda da língua portuguesa é a principal obrigação da Casa de Machado de Assis. O terceiro milênio excita a imaginação e sentimos a necessidade de máxima atenção à língua portuguesa, um idioma dos mais respeitáveis, exigindo amplo entendimento.

  • Status quo velho e novo

    O Globo, em 31/07/2017

    No atual quadro, perde-se o impacto das alegadas melhorias econômicas
    No jogo de forças enfrentado pelo status quo, mais se acentua a irrelevância, a esta altura, da saída de Temer. Assenta-se, sim, a força do delineio do regime na liderança irretorquível de Henrique Meirelles. E seu contraponto seria a interinidade de Rodrigo Maia até as eleições de 2018. Enquanto isso, não se sabe nem até onde vai a nova avalanche de condenações prometida pela Lava-Jato, nem se avançam demissões sucessivas dos ministros.

  • Marina se prepara

    O Globo, em 30/07/2017

    Sempre que surgem pesquisas eleitorais o nome da ex-senadora Marina Silva, líder do partido Rede, aparece entre os mais cotados, embora ela não tenha ainda afirmado que vai se candidatar novamente à presidência da República. 

  • Brazil über alles

    Folha de São Paulo (RJ), em 30/07/2017

    Já chamaram o dinheiro de "excremento do demônio". O filho de um imperador romano reclamou do pai o imposto criado para o uso dos mictórios e latrinas. O pai respondeu: "pecunia non olet", ou seja, o dinheiro não cheira. Agora em tempos de Lava Jato, surgiu a expressão "dinheiro sujo". No fundo, todos têm razão.

  • A nuvem candidata

    A Tribuna (ES), em 30/07/2017

    Deu-me uma volta nas ideias - se as ideias podem dar voltas - e sugeri a uma agremiação o nome de Letícia, a Nuvem, para disputar próxima eleição à Presidência, por seus princípios éticos e ardoroso amor ao povo. 

  • Mais uma vez

    O Globo, em 29/07/2017

    A chegada das tropas do Exército ao Rio, antecipada por Ancelmo Góis aqui no Globo, era “mais que necessária”, como ressaltou o presidente da Câmara Rodrigo Maia, e certamente aumentará a sensação de segurança do cidadão, mas não é um fim em si mesma.

  • Só não pode fracassar

    O Globo, em 29/07/2017

    Sob o pretexto de que há lugares piores, uma espécie de anestesia, uma incapacidade de reagir, parece ter tomado conta dos cariocas, que estão preferindo a inação.

  • Má vontade generalizada

    O Globo, em 28/07/2017

    A avaliação do governo Temer é ruim até para o que é bom, é o que nos mostra a mais recente pesquisa do IBOPE. A má vontade da população é tamanha que ele é mal visto mesmo pelas coisas que estão dando certo, como a redução da inflação e da taxa de juros. Mas o que conta, na verdade, é a percepção, e não a realidade.  Temer pode até usar esses dados para dizer que a pesquisa não reflete a realidade, mas politicamente o que importa é que seu governo está mal visto por tudo.

  • Sonhos revelados

    O Globo, em 27/07/2017

    O presidente da Câmara Rodrigo Maia olha para seu futuro político com fome de poder, mas com cuidadosa ambição. Já se colocou, pelo posto que ocupa, como alternativa à presidência da República “dentro de alguns anos”, explicou, modestamente, a Roberto D’Ávila em recente entrevista.

  • Divisão perigosa

    O Globo, em 26/07/2017

    O racha da equipe econômica é a pior notícia que o presidente Temer poderia receber, mas reflete o momento perigoso que o governo vive. Por isso ele tentou na noite de ontem restabelecer a relação entre o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, que, mesmo cochilando a seu lado, é o pau que sustenta a barraca do governo, e o ministro do Planejamento Dyogo Oliveira, pau mandado do senador Romero Jucá, que continua sendo visto dentro e fora do governo como um influente conselheiro no Planalto do Planalto, quase um ministro ad hoc no campo econômico.

  • A lição que vem de NY

    O Globo, em 26/07/2017

    Os turistas voltavam de lá, me lembro, contando histórias assustadoras de assaltos até em elevador, bolsas arrancadas das senhoras em lojas.

  • Presidencialismo enfraquecido

    O Globo, em 25/07/2017

    Não chegamos ao ponto a que chegou a Argentina no período entre 2001 e 2002, que teve cinco presidentes em 12 dias, mas que estamos num regime presidencialista em decadência, isso estamos. Na Argentina, após a queda de Fernando de la Rúa, devido a uma onda de protestos, o presidente do Senado, Federico Ramón Puerta, assumiu o governo interinamente, mas ficou apenas dois dias. O governador da província de San Luís, Adolfo Rodriguez Saá, foi eleito por 60 dias, mas, como parecesse querer um governo de vários anos, criando até uma nova moeda, acabou caindo rapidamente, oito dias depois.

  • O reino animal

    O Globo, em 23/07/2017

    Há duas décadas, meu amigo Millôr Fernandes perdeu seu Igor, um poodle simpático. Nunca o vi tão triste, ficou jururu durante um ano.