Início > Noticias > Série “Música de câmara na ABL” apresenta concerto com o cravista espanhol Yago Mahúgo

Série “Música de câmara na ABL” apresenta concerto com o cravista espanhol Yago Mahúgo

A Academia Brasileira de Letras deu continuidade à sua série “Música de Câmara na ABL” de 2017, sob coordenação do Acadêmico Marco Lucchesi, com concerto do cravista espanhol Yago Mahúgo. O espetáculo aconteceu no dia 20 de junho, terça-feira, às 12h30min, no Teatro R. Magalhães Jr., na Avenida Presidente Wilson 203. Entrada franca.

Programa François COUPERIN (1668-1733) três peças do Troisième Livre de Pièces de Clavecin, Les barricades mysterieuses - Le dodo - L'himen amour; Johann Jacob FROBERGER (1616-1667) – Lamento sopra la dolorosa perdita della Real Maestà di Ferdinando IV, Rè de Romani; Armand-Louis COUPERIN (1727-1789), La Victoire - Allemande - La Turpin - La Du Breüil - La Chéron - L'Affligée - L'Enjouée - Les Tendres Sentiments - Rondeau, gracieux - L'Angloise

Saiba mais:

Yago Mahúgo está entre os músicos espanhóis de maior projeção dentro do âmbito da interpretação histórica. Estudou piano com Ana Guijarro, no Real Conservatório Superior de Música de Sevilha, obtendo o título de Professor Superior de Piano. Posteriormente, prosseguiu os estudos de pós-graduação com o professor Tibor Szász, na Universidade de Freiburg (Alemanha).

Em Freiburg, entrou em contato com o mundo da música interpretada com instrumentos originais, sendo discípulo do professor Robert Hill. Estudou, também, com diversos mestres, tais como Christophe Rousset, Kenneth Gilbert, Malcolm Bilson e, no Real Conservatório de Haia, Jacques Ogg.

Entre os seus prêmios, destacam-se o do 35º Concurso Internacional de Cravo de Budapest (Hungria) e o do 13º Concurso de Cravo de Bruges (Bélgica), considerado o mais importante de música antiga. Regularmente, é convidado para participar em Festivais, destacando-se os da Expo de Lisboa, o Festival Bach-Fest, em Leipzig e, recentemente, do 50º “Festival Internacional de Música y Danza de Granada”, na Espanha.

Seu primeiro disco de cravo, contendo as obras completas do compositor francês do século XVIII, Pancrace Royer, foi premiado como “Disco excepcional do mês”, pela revista Scherzo, no seu número de abril de 2013. Seu último álbum, em colaboração com o selo Brilliant Classics, consagrado à integral da obra para cravo de Marchand e Clérambault, tem recebido elogios de forma unânime pela crítica especializada.

Realizou concertos em prestigiosas salas da Europa e dos Estados Unidos, debutando no Carnegie Hall de Nova Iorque em fevereiro deste ano. Na Espanha, tem atuado como solista em salas como o Auditório Nacional de Música de Madrid, o Palacio de Festivales de Santander, a Fundación Juan March, o Real Coliseo de Carlos III do El Escorial, o Palau de Les Arts de Valencia e o Teatro Real de Madrid,

Mahúgo é fundador e diretor do Ímpetus Conjunto Barroco de Madrid, com o qual atua regularmente em importantes festivais e salas de concerto dentro e fora da Espanha. Com o referido grupo, foi nominado aos prêmios ICMA 2015, pela gravação das Pièces de Clavecin en Concerts de Jean-Phillippe Rameau.

Na atualidade, desenvolve seu trabalho pedagógico como professor de piano no Conservatório Teresa Berganza, e como cravista na Escuela Superior de Música Reina Sofía, em Madrid. Recentemente, obteve, por concurso, a cátedra de piano no Conservatório Superior de Música de Oviedo, no Principado de Astúrias. Yago Mahúgo é doutor cum laude em Artes pela Universidad Rey Juan Carlos.

13/06/2017

Notícias relacionadas

Vídeos relacionados