Início > Noticias > Poeta, professor e ensaísta Alberto Pucheu abre na ABL o ciclo de conferências ‘Poesia e filosofia’

Poeta, professor e ensaísta Alberto Pucheu abre na ABL o ciclo de conferências ‘Poesia e filosofia’

A Academia Brasileira de Letras abre seu ciclo de conferências do mês de julho de 2018, intitulado Poesia e filosofia, com palestra do poeta, professor e ensaísta Alberto Pucheu. A coordenação foi do Acadêmico Antonio Cicero. O tema escolhido foi Espantografias: entre poesia e filosofia. O evento aconteceu quinta-feira, dia 5 de julho, no Teatro R. Magalhães Jr., Avenida Presidente Wilson 203, Castelo, Rio de Janeiro.

A Acadêmica e escritora Ana Maria Machado, Primeira-Secretária da ABL, é a Coordenadora-Geral dos ciclos de conferências deste ano.

Foram fornecidos certificados de frequência.

De acordo com o palestrante, a conferência será uma abordagem da relação entre poesia e filosofia no momento de seu nascimento na Grécia antiga. “Abordando termos que em Platão e Aristóteles são atribuídos tanto à origem da filosofia quanto ao determinante na poesia, será privilegiado, sobretudo, o “espanto” (a “admiração”, o “assombro”), mas também seus vínculos com a “aporia” (impasse), como alguns dos que transitam da poesia para a filosofia gregas, mostrando vínculos de experiências e terminológicos entre elas que fazem com que, de certo modo, sejam a mesma, ou tenham suas fronteiras desguarnecidas, ou se indiscernibilizem”.

Poesia e Filosofia terá mais duas palestras, sempre às quintas-feiras, no mesmo local e horário, com os seguintes dias, conferencistas e temas, respectivamente: dia 12, Acadêmico Antonio Cicero, A poesia e a filosofia no mundo contemporâneo; e 26, o ensaísta e professor Evandro Nascimento, Uma literatura pensante: Pessoa, Clarice e as plantas.

O CONFERENCISTA

Enquanto poeta, teve os seguintes livros publicados: Na cidade aberta; Escritos da frequentação; A fronteira desguarnecida (este livro foi concluído com o apoio do Programa de Bolsas para Escritores Brasileiros da Fundação Biblioteca Nacional); Ecometria do silêncio; A vida é assim; Escritos da indiscernibilidade; A fronteira desguarnecida; Poesia Reunida; Mais cotidiano que o cotidiano; Designação provisória(com Victor Heringer); Para que poetas em tempos de terrorismo?.

Publicou os seguintes livros de ensaio: Pelo colorido, para além do cinzento; a literatura e seus entornos interventivos (com este, recebeu o Prêmio Mário de Andrade, Ensaio Literário, da Fundação Biblioteca Nacional/Minc); Giorgio Agamben: poesia, filosofia, crítica; Antônio Cícero por Alberto Pucheu; O amante da literatura; Roberto Corrêa dos Santos: o poema contemporâneo enquanto o ensaio teórico-crítico-experimental; Apoesia contemporânea; Kafka poeta; Que porra é essa – poesia?. Organizou diversos livros e números de revistas e periódicos.

29/06/2018

Notícias relacionadas

Vídeos relacionados