Início > Artigos

Artigos

  • O PSDB nas cordas

    O Globo, em 21/12/2017

    É natural que voltem as especulações sobre uma possível candidatura do prefeito paulista João Dória e até mesmo a volta de Luciano Huck ao tabuleiro eleitoral, depois que mais uma denúncia atinge o governador de São Paulo Geraldo Alckmin. Após a confissão das empreiteiras Odebrecht e Camargo Corrêa, no âmbito de acordos de leniência no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), sobre o cartel em obras públicas de São Paulo, fica difícil para o PSDB alegar que nenhum governante tenha notado nada durante os 20 anos em que domina o Estado.

  • A voz da consciência

    Diário do Amanhã (GO), em 21/12/2017

    Autêntico gigante filosófico, Immanuel Kant (1724-1804) nasceu e viveu quase a vida inteira em Königsberg, na Prússia Oriental, hoje Kaliningrado, na Rússia. Pouco se sabe sobre a vida pessoal de Kant, além de que nasceu numa família humilde (o pai era artesão de couros), teve a educação marcada por um severo protestantismo e demorou a ingressar na universidade.

  • Luta contínua

    O Globo, em 20/12/2017

    O dia de ontem foi exemplar da luta entre o novo país que tenta nascer contra a velha ordem que teima em se manter sob seus próprios escombros. E nada representa melhor essa disputa de visões de mundo do que o dividido plenário do Supremo Tribunal Federal (STF), onde qualquer decisão mais importante é resolvida quase sempre por um voto, que pode ser revertido, ou neutralizada por um pedido de vista.

  • A desordem dos com-teto

    O Globo, em 20/12/2017

    Já vi atropelamento e vários ‘finos’ para assustar na orla. Sei que não adianta denunciar — se fiz isso várias vezes na gestão de Eduardo Paes sem resultado, imagina agora.

  • Situações extravagantes

    O Globo, em 19/12/2017

    A tentativa da defesa do ex-presidente Lula de caracterizar os processos contra ele como perseguições políticas leva a situações extravagantes, como quando acusa o TRF-4 de celeridade, sugerindo uma decisão de apressar o processo para impedi-lo de disputar a eleição presidencial, ou quando tenta provar através de perícia técnica que os recibos dos aluguéis de um apartamento vizinho ao da família Lula não seriam “ideologicamente falsos” como acusa o Ministério Público.

  • A lei e a política

    O Globo, em 17/12/2017

    Considerar que a Lei da Ficha Limpa é um obstáculo à democracia representativa, pois não permite que um líder popular como Lula seja julgado pelo eleitor nas urnas, é misturar alhos com bugalhos, como se uma eleição vitoriosa isentasse o candidato de seus crimes.

  • A história torcida

    Folha de São Paulo, em 17/12/2017

    Como se não bastasse a violência que degrada a cidade do Rio de Janeiro, temos agora a vergonha que se instalou nos estádios de futebol, com a briga das torcidas que muitas vezes deixa vítimas irrecuperáveis. Para um ancião como eu, lembro sempre o silêncio dramático da multidão em 1950, na final da Copa do Mundo vencida pelo Uruguai.

  • Em defesa da OMC

    O Estado de São Paulo, em 17/12/2017

    Não identifico boa-fé na diplomacia de combate ao multilateralismo do governo de Trump.

  • Nova Era de esperança

    O Globo, em 16/12/2017

    Quando se pensa que está tudo perdido, eis um movimento literário em Nova Iguaçu praticamente desconhecido do lado de cá da cidade.

  • Confissões

    O Globo, em 16/12/2017

    Os depoimentos dos envolvidos em delitos de corrupção na Operação Lava Jato são auto-explicativos, por si só deixam claro o mecanismo criminoso utilizado, ou se revelam uma confissão espontânea, mesmo que o autor não tivesse essa intenção. Foi esse o caso do ex-governador Sérgio Cabral em depoimento ao juiz Marcelo Bretas no Rio, quando pediu desculpas ao povo do Rio de Janeiro por ter usado dinheiro de caixa 2 para uso próprio.

  • O pós-TRF-4

    O Globo, em 15/12/2017

    O anúncio de que o governo só colocará em votação a reforma da Previdência depois do carnaval, no dia seguinte ao término do horário de verão, não tem nada a ver com esses dois eventos, tem apenas uma razão: fingir que ainda existe uma esperança de aprovação após negociações no recesso parlamentar. Mas o que determinou mesmo a data foi o anúncio do julgamento do ex-presidente Lula em 24 de janeiro.

  • O pós-TRF-4

    O Globo, em 15/12/2017

    O anúncio de que o governo só colocará em votação a reforma da Previdência depois do carnaval, no dia seguinte ao término do horário de verão, não tem nada a ver com esses dois eventos, tem apenas uma razão: fingir que ainda existe uma esperança de aprovação após negociações no recesso parlamentar. Mas o que determinou mesmo a data foi o anúncio do julgamento do ex-presidente Lula em 24 de janeiro.

  • Proximidades conceituais

    O Globo, em 14/12/2017

    Não há nenhuma lógica na sugestão de Ciro Gomes, candidato a candidato à presidência da República pelo PDT de Lula renunciar à sua candidatura e tentar unir o que chama de “ala progressista” em torno de uma alternativa. A não ser a lógica própria de quem pretende ser o beneficiário da desistência do ex-presidente. Como costuma fazer, Ciro antecipou-se aos fatos, revelando uma ambição que é natural, mas fora de hora.

  • Cenário mutante

    O Globo, em 13/12/2017

    Tudo o que está encoberto, impedindo que se desvende o futuro do processo eleitoral que redundará na escolha pelo voto direto do próximo presidente da República, começará a ficar mais claro, não necessariamente definido, no dia 24 de janeiro, quando oTribunal Regional Federal da 4ª Região processará o julgamento da apelação do ex-presidente Lulano caso do tríplex do Guarujá.

  • A falta que faz o humor

    O Globo, em 13/12/2017

    Maciel foi responsável por divulgar a contracultura daqui e do exterior na sua coluna Underground, que assinava no ‘Pasquim’, um fenômeno jornalístico.