Início > Artigos

Artigos

  • Moro respeita o STF

    O Globo, em 28/04/2018

    Enquanto a defesa do ex-presidente Lula e os procuradores de Curitiba se digladiam em torno da decisão da 2ª Turma, que mandou para a Justiça de São Paulo algumas delações de executivos da Odebrecht relativas ao sítio de Atibaia e ao prédio do Instituto Lula, o juiz Sérgio Moro coloca-se como uma voz sensata, considerando que houve uma precipitação das partes em relação à decisão do STF.

  • Mostrar a cara

    O Globo, em 28/04/2018

    No momento, com Lula preso e Aécio reduzido à sua verdadeira miudeza, seus partidos derretendo e em meio à fedentina geral que emana do MDB, PP e assemelhados, o eleitor começa a avaliar as possíveis candidaturas que são ventiladas. Principalmente para a Presidência. A partir da dor de constatar que foi ludibriado.

  • O futuro virando presente

    Diário do Nordeste , em 28/04/2018

    Daqui por diante - e por algumas centenas de anos - o Universo vai ajudar os guerreiros da luz, e boicotar os preconceituosos.

  • A hora de Palocci

    O Globo, em 27/04/2018

    A delação premiada do ex-ministro de Lula e Dilma Antonio Palocci parece ser uma bomba de efeito seletivo, e por isso os procuradores de Curitiba não a aceitaram. Mas a Polícia Federal considerou que a seleção, que, por exemplo, evita acusações a pessoas com foro privilegiado, não invalidava as outras denúncias, e agora caberá ao juiz Sérgio Moro decidir se homologa ou não o depoimento.

  • Decisão limitada

    O Globo, em 26/04/2018

    Em recente seminário na Universidade Harvard, em Boston, numa mesa em que se discutiam os crimes de colarinho branco, alguém da platéia perguntou qual é o meio termo entre a exigência muito estrita de uma contrapartida específica para a corrupção, e uma leitura tão ampla que possa levar à criminalização da política.

  • Precedente perigoso

    O Globo, em 25/04/2018

    A decisão da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal de tirar da jurisdição do juiz Sérgio Moro, de Curitiba, partes da delação da Odebrecht, sob a alegação de que não têm relação com a corrupção da Petrobras, abre um caminho perigoso para a sociedade e benéfico para Lula, que pode chegar até à anulação da condenação do ex-presidente pelo TRF-4.

  • Com o Brasil em Cannes

    O Globo, em 25/04/2018

    Cacá Diegues está voltando em breve a Cannes com seu “Grande circo místico”, 54 anos depois de participar do XVIII Festival de Cinema — ele, com “Ganga Zumba”; Glauber Rocha, com “Deus e o diabo na Terra do Sol”; e Nelson Pereira dos Santos, com “Vidas secas”.

  • Todo cuidado é pouco

    O Globo, em 24/04/2018

    Amanhã pode ser armada uma tempestade perfeita no Supremo Tribunal Federal, quando estarão em julgamento dois temas delicados para o futuro institucional do país. É provável que não haja tempo para tratar dos dois assuntos na mesma sessão, ou outra circunstância impossibilite o julgamento de um deles, mas é sempre bom ficar alerta.

  • Uma direita para ficar

    Jornal do Brasil, em 24/04/2018

    Não há tema mais candente, neste momento, do que a escalada, sem volta, das direitas em todo o mundo. E, a ratificá-la, viram todos, nos jornais, a vitória do primeiro-ministro Orbán, na Hungria, consagrando 97% dos votos da expressão política do país. 

  • O papel dos advogados

    O Globo, em 22/04/2018

    Num momento em que os advogados estão na berlinda, tão criticados quanto necessários nesses tempos de Lava Jato, o advogado José Roberto Castro Neves não faz por menos.

  • Tempos estranhos

    O Globo, em 21/04/2018

    Estamos vivendo tempos estranhos, vive repetindo o ministro Marco Aurélio, em tom crítico, quando alguma coisa acontece no plenário do Supremo com que ele não concorde.

  • O poder de dividir

    O Globo, em 21/04/2018

    De tudo o que aconteceu em abril do ano passado durante a palestra do deputado Jair Bolsonaro no clube Hebraica do Rio de Janeiro, o mais estarrecedor não foi nem o que ele disse e que levou a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, a pedir há pouco ao STF sua condenação a três anos de prisão e multa de R$ 400 mil pelos crimes de racismo contra quilombolas, indígenas, refugiados, mulheres e gays.

  • A hora e a vez do novo

    O Globo, em 21/04/2018

    É como se após uma sufocação, voltássemos a respirar ar fresco. Vínhamos há muito tempo condenados a uma polarização alimentada pelo ódio e pelo medo, sentimentos corrosivos, que dividem pessoas e sociedades.

  • Bombas desarmadas

    O Globo, em 20/04/2018

    Duas bombas foram desarmadas ontem no plenário do Supremo Tribunal Federal (STF), uma pela argúcia do ministro Luis Edson Fachin, auxiliado pela presidente Cármem Lúcia, outra pela maioria mais uma vez apertada de 6 a 5.