Início > Artigos

Artigos

  • O peso da Lava Jato

    O Globo, em 14/02/2017

    Ao explicitar o critério que o guiará a partir de agora para lidar com prováveis acusações a membros de sua equipe de governo no âmbito da Lava Jato, o presidente Michel Temer admitiu o peso político da operação em curso, e demonstrou que não está disposto a arrostar a opinião pública aderindo ao movimento que se organiza no Congresso para tentar barrar as ações contra os políticos.

  • Dois de cada espécie

    Folha de S.Paulo (RJ), em 12/02/2017

    "Qual a obrigação de um gato quando encontra um rato?" Em princípio, a frase poderia ser de Santo Agostinho, que gostava de coisas assim, mas com outro conteúdo, tornando-se um dos gênios da Antiguidade. Outro que poderia ter dito o mesmo seria o padre Antônio Vieira, o imperador de nossa língua, que tinha estilo igual, mas sempre com outro significado.

  • Sem anistia

    O Globo, em 12/02/2017

    Não anistiar os oficiais envolvidos na greve dos PMs do Espírito Santo, responsável pelo clima de barbárie que tomou conta do Estado e por um recorde de mortes nas ruas sem policiamento, é a única maneira de dar um basta nessa chantagem que corporações fazem sobre o Estado, inaceitável especialmente vinda de corporações armadas.

  • O choro ou a crônica

    O Globo, em 11/02/2017

    O evento de mobilização que a Escola Superior de Desenho Industrial (Esdi) promove amanhã contra a crise na Uerj e, em consequência, sua própria crise, é um admirável esforço de resistência cívica de alunos e professores, mas, ao mesmo tempo um triste capítulo de uma gloriosa história. É que a Esdi, fundada há 55 anos como a primeira da América Latina e cuja excelência didática já a situou entre as 40 melhores do mundo, está à míngua: salários atrasados, reduzidas verbas de custeio, instalações caindo aos pedaços, laboratórios e oficinas sucateados e sem poder utilizar o estacionamento (agora proibido) para ajudar na sua manutenção. Estudantes estão precisando se cotizar para pagar aos servidores.

  • Uma decisão inusual

    O Globo, em 11/02/2017

    Juiz no Brasil atual é um legislador que interpreta a Constituição a seu bel prazer. A decisão do Tribunal Federal de Recursos da Segunda Região de permitir que Moreira Franco seja nomeado ministro, mas sem o foro privilegiado inerente ao cargo, é mais uma interpretação imaginosa da Constituição que estamos nos acostumando a ver nos últimos tempos.

  • Nuvens políticas

    O Globo, em 10/02/2017

    A política tem certos componentes aleatórios que, sem que se espere, formam novos cenários que podem favorecer um adversário ou prejudicar um aliado. É a confirmação daquela famosa frase atribuída ao ex-senador mineiro Magalhães Pinto: "Política é feito nuvem, você olha está de um jeito, mais tarde já está de outro." 

  • Retratos da República

    O Estado do Maranhão, em 08/02/2017

    O memorialista Pedro Nava dizia que a experiência “é um farol voltado para trás”. Graças à experiência aliada à impagável vivência do historiador Vasco Mariz, o escritor lançou Retratos da República (Ed. Resistência Cultura, São Luiz, Maranhão, 2017), usando os mesmos critérios que, em muito, agradaram os leitores de Retratos do Império - Os Orleans, os Saxe-Coburgo e outras personalidades da época (Ed. Topbooks, 2016).

  • Tempos excepcionais

    O Globo, em 08/02/2017

    São vários os sinais desencontrados sobre a Operação Lava Jato provenientes dos meios políticos e do próprio Palácio do Planalto. A teoria de que a indicação do ministro da Justiça Alexandre de Moraes para a vaga de Teori Zavascki teria sido uma manobra para fortalecer no plenário do Supremo a ala que tem críticas à condução dos processos, pode ser robustecida com a confirmação da nomeação do advogado Antonio Mariz de Oliveira para sua vaga no ministério.

  • Realidade supera teoria

    O Globo, em 07/02/2017

    A escolha do ministro da Justiça Alexandre de Moraes obedece a critérios técnicos requeridos de um ministro do Supremo Tribunal Federal – é um constitucionalista reconhecidamente de valor, não é por acaso que tem o apoio de muitos de seus futuros colegas no STF.

  • Pimentel volta à pauta

    O Globo, em 06/02/2017

    A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Carmem Lucia, vai retomar em breve o julgamento  sobre a necessidade de exigência de autorização da Assembleia Legislativa de Minas Gerais para que seja aberto processo criminal contra o governador de Minas Fernando Pimentel no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

  • Ainda há razões para sonhar

    O Globo, em 05/02/2017

    Com dificuldades e tropeços o país está encaminhando seus problemas. Quem imaginaria há um ano que cogitaríamos de a inflação atingir em 2017 o centro da meta, isto é, 4,5% ao ano, ou menos ainda?

  • A travessia da pinguela

    O Globo, em 04/02/2017

    A situação do presidente Michel Temer não pode ser comparada à daquele sujeito que, caindo do 23 andar de um prédio, ao passar pelo 15 diz: “Até aqui, tudo bem”. A imagem mais apropriada é a de quem está atravessando uma pinguela precária, na concepção do ex-presidente Fernando Henrique, e pode dizer aliviado: “Até aqui, tudo bem”.

  • Publicidade x eficiência

    O Globo, em 03/02/2017

    O novo relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Edson Facchin, não deve quebrar o sigilo das delações premiadas da Odebrecht sem antes se certificar com o Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, de que as investigações não serão prejudicadas pela divulgação dos depoimentos. O Procurador-Geral, por sua vez, mostra-se reticente quanto a pedir o fim do sigilo, pelo menos nesse momento, pois as investigações mal começaram, e é preciso saber como elas evoluirão.

  • Cautela mineira

    O Globo, em 02/02/2017

    A ministra Carmem Lucia, presidente do Supremo Tribunal Federal, preferiu burocratizar a escolha do novo relator da Lava Jato a ser acusada de ter atropelado seus pares em decisões solitárias. Nem por isso escapará das críticas, públicas ou sussurradas nos bastidores, mas protegeu-se o máximo que pôde.

  • O Grande Incêndio

    O Globo, em 01/02/2017

    Assistimos no começo do ano a um verdadeiro filme de terror nos presídios do Brasil setentrional. Vinte e cinco anos após o massacre do Carandiru, festejamos as bodas de sangue entre nossa desídia e o sistema prisional.